Melhorias de desempenho no Windows 11

Apesar do Windows 11 parecer que está apenas aplicando uma bela maquiagem sobre o atual Windows 10, ele vai muito além disso. O novo sistema operacional traz consigo melhorias no modelo de Serviços do Windows, no gerenciamento de políticas de segurança, uma interface moderna com menos distrações, opções que melhoram a duração das baterias de notebooks e muito mais. Ele também traz melhorias nas ferramentas de gerenciamento existentes que ajudarão muito os técnicos de TI que trabalham com o Windows. 

Priorizando aplicativos e processos

Uma das maiores melhorias que você poderá sentir com o novo sistema operacional é que ele agora favorece mais os aplicativos rodando em primeiro plano. Esses aplicativos recebem mais processamento e outros recursos do sistema. E isso foi feito de tal maneira que, mesmo que a CPU já esteja sobrecarregada, a prioridade e recursos são direcionados ao programa que você abrir. Isso faz com que o computador tenha uma resposta rápida, mesmo quando estiver sobrecarregado.

Maior vida de bateria 

O gerenciamento de recursos também ajuda a melhorar a vida das baterias, porque a economia média fica entre 30% a 40%. O Microsoft Edge é um exemplo clássico de onde uma aba que está dormente simplesmente para de consumir bateria enquanto estiverem abertas, mas inativas por muito tempo.

Continue exatamente de onde parou após suspender o PC

Muitas pessoas nunca desligam seus computadores. Apesar de o Windows carregar bem rápido, o Windows 11 faz um trabalho magnífico de voltar ao trabalho a partir da suspensão, usando a experiência de “instantaneamente ligado” Isso foi feito de duas maneiras. Primeiramente, eles otimizaram a chamada do hardware que precisa ser ligado, para um gerenciamento melhor de memória. A segunda é preservando energia para os núcleos que precisam estar ativos assim que o computador recomeçar o serviço.

Redução da distância em disco

Foram implementados mais dois métodos para rodar os programas de forma mais rápida. A primeira é o uso pesado de compressões, e a segunda é carregar as partes não essenciais dos aplicativos sob demanda. Isso também garante um menor uso das atividades de segundo plano, diferente do que acontece atualmente, onde o programa e seus recursos são todos carregados antes que você possa começar a usá-lo.

Atualizações mais leves e menos frequentes

Uma das principais reclamações sobre o Windows são suas atualizações constantes. E as atualizações, por sua vez, podiam acabar estragando muita coisa no Windows. A Microsoft está deixando essas atualizações constantes de lado para focar em uma atualização de funcionalidades programada anualmente, e para os usuários Enterprise, uma vez a cada 26 meses.

Junto a isso, as atualizações serão 40% menores, o que permitirá que todos possam atualizar seus computadores, mesmo se estiverem economizando dados de rede. 

Políticas MEM do Windows 10 se aplicam ao Windows 11.

Assim como as atualizações do Windows 11 serão melhores, o time Windows também garantiu que as Políticas MEM que estão disponíveis para o Windows 10 também funcionem com o Windows 11. Isso é possível graças a uma otimização feita na engine básica do Windows. 

Melhorias nos Jogos

Um dos maiores destaques é como os jogos ficaram melhores graças às funções de Auto HDR e a automatização de aceleração de hardware de placa de vídeo, que melhora a taxa de quadros por segundo e a qualidade do visual dos jogos. Junto a isso, o Windows 11 também permite que as placas de vídeo acessem o armazenamento direto do SSD, sem precisar de comandos da CPU. Essa função, chamada de DirectStorage, funciona com os SSDs NVMe, que são instalados diretamente na placa mãe.

Drivers DCH

Um dos maiores motivos pelo qual a Microsoft está aumentando os requisitos de hardware é por uma questão de compatibilidade de drivers. Os drivers modernos agora usam o driver DCH, o que faz com que 99.8% dos computadores não travem por causa dos drivers. Esse método força os fabricantes de peças removam a customização do driver, que era o motivo pela maior parte das travadas.

Os hardwares mais velhos ainda não possuíam esse sistema aplicado; se os PC que não são compatíveis com o Windows 11 atualizarem mesmo assim, eles eventualmente encontrarão falhas.

TPM 2.0

TPM, ou Trusted Plataform Module é um método de criptografia baseado em hardware em que serviços como o Bitlocker podem armazenar de tudo. Isso garante que nenhum vírus consiga acessar as chaves de segurança que antes eram armazenadas nos discos de armazenamento dos computadores.

Apesar do TPM estar disponível em aparelhos que suportam o Windows Hello, ou qualquer forma de função biométrica em diante, você precisará atualizar para um novo computador com um dispositivo TPM. 

Melhorias de Software no Windows 11

Junto com as melhorias em sua estrutura, a Microsoft também lançou algumas funcionalidades incríveis para melhorar a produtividade. A lista de atualizações de destaque inclui os Layouts Snaps, Controles de Som Avançados e Áreas de Trabalho Virtuais.  A Microsoft também tem planos de trazer os aplicativos de Android para o Windows, algo que já foi anunciado. 

Isso se assemelha à como o nosso emulador de Android, BlueStacks, funciona. Além disso, com todas essas melhorias de desempenho que a Microsoft está trazendo, ele funcionará ainda melhor no Windows 11. Uma das ressalvas que muitos ainda têm com a abordagem do Windows aos jogos de celular é que eles podem não ter o suporte do Google. Neste momento, é possível jogar alguns dos melhores jogos de celular no computador usando a sua conta Google. E esse pode não ser o caso com os aplicativos rodando diretamente no Windows.

A Microsoft está lançando o Windows 11 quando todos pensavam que o Windows 10 seria o seu último sistema operacional, e o melhor de tudo, é que não é somente uma simples atualização. É uma reformulação incrível, tanto em termos de interface quanto desempenho.

Sair da versão mobile